Brevemente abertura do Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco e Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho

 

Disponíveis
Caderno A5 pele sintéctica

Caneta APE

Caderno A5 pautado
ESCRITORES EVOCAM JOSÉ RÉGIO
A Associação Portuguesa de Escritores vai assinalar, a 14 de Janeiro, pelas 18h30, a passagem do cinquentenário da morte de José Régio. A sessão, coordenada por Luís Machado, irá decorrer nos Paços do Concelho de Lisboa (sala do Arquivo Histórico) e propõe uma leitura em voz alta de alguns dos textos mais conhecidos desta figura maior da literatura portuguesa do século XX. Esperando que o mote “traga um texto de Régio e leia-o connosco” estimule a participação dos muitos leitores de José Régio. Esta jornada conta também com a intervenção de Fernando J. B. Martinho, José Manuel Mendes e Luís Machado.

Com uma obra vasta e diversificada e um pensamento denso e repleto de modernidade, José Régio nasceu em Vila do Conde em 17 de Setembro de 1901 e morreu na mesma cidade no dia 22 de Dezembro de 1969.

Este evento, com entrada livre, mereceu o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da Antena 1.
MARIA VELHO DA COSTA
26.06.1938 – 23.05.2020
A Associação Portuguesa de Escritores exprime um pesar profundo pela morte de Maria Velho da Costa, que foi Presidente da sua Direcção (1976/1978) e Sócia Honorária (Março de 1996), escritora maior da Literatura Portuguesa, distinguida com numerosos prémios – entre os quais, o Camões no topo (2002), e aqueles que lhe foram atribuídos por júris desta Casa: Romance e Novela (2000), Teatro (2000) e, sobretudo, Vida Literária (2013).
O mais fulgente da memória que nos deixa encontra-se na obra  ímpar para cuja (re)leitura convocamos os nossos sócios e interlocutores. Na hora de luto que vivemos é este um dos tributos fundamentais à Autora dilecta e à Amiga de sempre e para sempre.

A Direcção
© 2010 - 2020, APE - Associação Portuguesa de Escritores
Desenvolvido por: Joaquim Trindade