José Mário Leite   📖

Dia de 20 de Junho | 18h00 | Biblioteca Palácio Galveias – Evocação a Maria Ondina Braga

Grande Prémio de Literatura de Viagens Maria Ondina Braga

📅 28 de Junho 2022

ABERTURA DE CONCURSO – Prazo de entrega das candidaturas até 22 de Julho de 2022

O Grande Prémio de Prémio Maria Ondina Braga APE/CM de Braga, Instituído pela Associação Portuguesa de Escritores e patrocinado pela Câmara Municipal de Braga, destina-se a galardoar anualmente uma obra em português e de autor português, no domínio da Literatura de Viagens, publicada integralmente no ano de 2021.

Para leitura pormenorizada, consulte o regulamento

Grande Prémio de Poesia Diogo Bernardes APE/C. M. de Ponte da Barca

📅 4 de Julho 2022

Em reunião, no dia 2 do mês em curso, na Ponte da Barca, representantes da Associação Portuguesa de Escritores, com o seu Presidente, e da Autarquia – o Presidente Augusto Marinho e a Vereadora da Cultura, Rosa Arezes, acordaram uma parceria para a instituição anual deste Prémio, assinando, a 22 em acto público, o respectivo Protocolo.

O Prémio correrá, neste contexto, os seus termos com vista a realizar a 1.ª edição em 2022.

 

Anunciamos aos destinatários, desde logo os nossos associados, a publicação para breve do regulamento do Grande Prémio sob a égide de Diogo Bernardes, poeta notável da História Literária Portuguesa, expressão da confluência de tempos e construções que irrigam as mais importantes experiências de toda a contemporaneidade.

 

A Direção,

 

Para leitura pormenorizada, consulte o regulamento

Créditos:@Fernando Bento
📅 5 de Julho 2022

Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB

📅 24 de Junho 2022

FINALISTAS

 

A Direcção da Associação Portuguesa de Escritores (APE) informa que o júri do Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB – 2021, coordenado por José Manuel de Vasconcelos, e constituído por Carlos Nogueira, Helena Carvalhão Buescu, Fernando Batista, Maria Etelvina Santos e Rita Marnoto, elaborou uma short list, após análise e debate sobre todas as obras a concurso:

A deliberação final do júri, revelando o livro vencedor do Grande Prémio de Romance e Novela 2021, será divulgada oportunamente.

📅 22 de Março 2022

ABERTURA DE CONCURSO – Prazo de entrega das candidaturas até 22 de Abril de 2022

O Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB destina-se a galardoar, anualmente, um livro de carácter romanesco ou novelístico, em português e de autor português, em 1.ª edição, no ano 2021.

Para leitura pormenorizada, consulte o regulamento

📅 14 de Julho 2022

JULIETA MONGINHO PREMIADA

com o romance

VOLTA AO MUNDO EM VINTE DIAS E MEIO

 

O júri, coordenado por José Manuel de Vasconcelos, e constituído por Carlos Nogueira, Helena Carvalhão Buescu, Fernando Batista, Maria Etelvina Santos e Rita Marnoto, deliberou, por unanimidade, atribuir o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB à obra Volta ao Mundo em Vinte Dias e Meio (Porto Editora), de Julieta Monginho, num conjunto de 57 livros admitidos a concurso.

 

Destaca-se da acta a fundamentação: “O júri salientou o modo exímio como o romance de Julieta Monginho, «Volta ao Mundo em Vinte Dias e Meio», no seu amplo domínio da escrita literária, concebe e articula uma narrativa compósita, através da justa articulação de diferentes planos e registos de linguagem, mantendo grande coesão e dinâmica narrativa. Dos temas mais universais, como o amor e a morte, aos mais prementes e actuais, como a reformulação do conceito de família e suas implicações no universo da infância versus mundo dos adultos, o romance desenvolve uma trama original onde a articulação entre a literatura e a pintura, o mundo da pequena aldeia alentejana e o da grande cidade europeia (Amesterdão), o do grande museu e o da literatura oral e tradicional ultrapassa o tratamento mais comum, vindo a constituir um espaço textual onde as próprias figuras transpõem o estatuto de personagens. Pelo modo criativo como concebe e dá forma à narrativa, o livro de Julieta Monginho imprime uma dimensão inovadora no actual panorama literário do romance português.”

 

O Prémio, actualmente de 15.000 euros, foi já atribuído a 31 autores.

 

Julieta Monginho vence, pela segunda vez, o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB - 2021, instituído em 1982, que teve, nesta 40.ª edição, os seguintes patrocínios: Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Câmara Municipal de Grândola, Fundação Calouste Gulbenkian e Instituto Camões.

Biografia

Julieta Monginho nasceu em Lisboa, em 1958. É escritora e magistrada do Ministério Público. Em 1996, publicou o primeiro romance, Juízo Perfeito. Seguiram-se A Paixão Segundo os Infiéis (1998), À Tua Espera (2000, Prémio Máxima de Literatura), Dicionário dos Livros Sensíveis (2000), Onde Está J? (2002), A Construção da Noite (2005), Metade Maior (2012, finalista dos Prémios Fernando Namora e Correntes d'Escritas) e Os Filhos de K. (2015, finalista dos Prémios Fernando Namora e PEN Clube Português).

Na Porto Editora, publicou Um Muro no Meio do Caminho (2018, Prémio Fernando Namora 2019 e Prémio PEN Clube Português 2019) e reeditou A Terceira Mãe (2008, Grande Prémio de Romance e Novela da APE).                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                          

 

Fonte https://www.portoeditora.pt/autor/julieta-monginho/3813

Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho APE/CM de Loures

📅 12 de Julho 2022

ANTÓNIO CARLOS CORTEZ

DISTINGUIDO COM O GRANDE PRÉMIO DE POESIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO

 

Um júri constituído por Carlos Mendes de Sousa, Cristina Robalo Cordeiro e José Viale Moutinho decidiu por unanimidade, atribuir o Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho APE/C.M. de Loures ao livro Diamante, de António Carlos Cortez (D. Quixote).

 

Na acta pode ler-se: “A atribuição deste galardão a Diamante, de António Carlos Cortez, contempla o rico fazer poético deste escritor em diversas vertentes. Destacaríamos o exemplar uso do idioma, assim como a inteligência rara na criação a nível de metapoesia, à concepção de belíssimos sonetos, aliás bem na linha clássica não isenta de audaciosa modernidade. De notar também os poemas em prosa, bem como a valorização do jogo sintáctico, retórico-textual, que já vem da obra anterior do poeta, em especial do seu livro Jaguar...”

 

O Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores patrocinado pela Câmara Municipal de Loures, destina-se a galardoar anualmente uma obra de poesia em cada ano, em português e de autor português, publicado integralmente e em primeira edição. Nesta 4.ª edição foram admitidas 77 obras publicadas no ano de 2021.

 

O valor monetário deste Grande Prémio é, para o autor distinguido, de € 12.500,00 (doze mil e quinhentos euros).

 

Nas anteriores edições, o Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho, distinguiu já os poetas Gastão Cruz, Fernando Guimarães e Nuno Júdice.

 

A cerimónia de entrega do prémio está agendada para o próximo dia 20 de Julho, na biblioteca Ary dos Santos (Sacavém).

 

A Direcção   

BIOGRAFIA:

 

António Carlos Cortez nasceu em Lisboa, em 1976.

Poeta, ensaísta e crítico literário, é professor de Português e de Literatura Portuguesa e investigador do CEHUM (Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho).

Publicou o seu primeiro livro de poesia em 1999. Recebeu em 2011, com Depois de Dezembro (Licorne), o Prémio da Sociedade Portuguesa de Autores para melhor livro de poesia publicado em Portugal em 2010. Na sua obra destacam-se os seguintes livros: O Nome Negro (2013), Animais Feridos (2016), a antologia A Dor Concreta (2016) – vencedora do Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes da Associação Portuguesa de Escritores em 2018 –, e Jaguar (2019) – galardoado em 2020 com o Prémio Literário Ruy Belo e o Prémio de Poesia António Gedeão/FENPROF.

É ainda autor de livros de ensaio e de crítica literária.

Tem obras publicadas no México e no Brasil e está incluído em várias antologias de poesia em Portugal e no estrangeiro.

 

Fonte https://www.leyaonline.com/pt/livros/poesia/diamante/

 

📅 20 de Abril 2022

ABERTURA DE CONCURSO – Prazo de entrega das candidaturas até 31 de Maio de 2022

O Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho APE/CM de Loures destina-se a galardoar, obras de poesia publicadas em 1ª edição, no ano de 2021, em português e de autor português.

Para leitura pormenorizada, consulte o regulamento

📅 12 de Julho 2022
Créditos:@Fernando Bento

Escritores Evocam Miguel Torga, Natália Nunes, Natália Correia, Maria Ondina Braga e Florbela Espanca

"TRAGA UM LIVRO E DÊ VOZ À OBRA DO AUTOR"

 

No próximo dia 29 de Março, às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa (Campo Pequeno),

realizar-se-á uma evocação ao escritor Miguel Torga.

A Prof. Doutora Cristina Robalo Cordeiro falará sobre a vida e a obra do escritor.

Créditos:@Fernando Bento

Programa

 

Escritora Natália Nunes

19 de Abril de 2022 | 18h00 | Biblioteca Palácio Galveias

Participações: Annabela Rita e Cristina Carvalho

Escritora Natália Correia

10 de Maio de 2022 | 18h00 | Biblioteca Palácio Galveias

Participações: Fernando Dacosta e Helena Roseta

Créditos:@Fernando Bento

Escritora Maria Ondina Braga

20 de Junho 2022 | 18h00 | Biblioteca Palácio Galveias

Intervenção introdutória: Isabel Cristina Mateus

Créditos:@Fernando Bento

Escritora Florbela Espanca

19 de Julho 2022 | 18h00 | Biblioteca Palácio Galveias

Intervenção introdutória: Ana Cristina Silva

Créditos:@Fernando Bento
© 2010 - 2022, APE - Associação Portuguesa de Escritores
Desenvolvido por: Joaquim Trindade