Benedita Stingl  
Ana Margarida de Carvalho  
Cristina Carvalho  
Brevemente – Entrega do Grande Prémio de Literatura de Viagens ao escritor Afonso Cruz

Prémio Nobel da Literatura: Olga Tokarczuk (2018) e Peter Handke (2019)

GASTÃO CRUZ
VENCE A 1.ª EDIÇÃO DO
GRANDE PRÉMIO DE POESIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO


Um júri constituído por António Carlos Cortez, Fernando J. B. Martinho e Rita Patrício decidiu, por maioria, atribuir o Grande Prémio de Poesia “Maria Amália Vaz de Carvalho” APE/Câmara Municipal de Loures ao livro Existência, de Gastão Cruz (Assírio & Alvim), tendo Fernando J. B. Martinho votado no livro A Noite Imóvel, de Luís Quintais.
Nesta 1.ª edição do Grande Prémio de Poesia “Maria Amália Vaz de Carvalho, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores patrocinado pela Câmara Municipal de Loures, concorreram, as obras saídas no ano de 2018, e a título excepcional, 2017.
O valor monetário deste Grande Prémio é, para o autor distinguido, de € 12.500,00 (doze mil e quinhentos euros).
A data da cerimónia de entrega do prémio será oportunamente anunciada.

Gastão Cruz - Poeta e ensaísta português, Gastão Cruz nasceu em 1941, na cidade de Faro, no Algarve, e licenciou-se pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em Filologia Germânica. Professor do ensino secundário, o autor exerceu paralelamente, entre 1980 e 1986, a carreira de leitor de Português no King's College de Londres e dirigiu, nos anos 70 a 90, após a morte de Carlos Ferreira, o grupo de teatro Teatro Hoje/Teatro da Graça que ajudou a fundar. O gosto pelo teatro e pelo mundo da poesia "empurra-o" para a tradução de títulos dramáticos de, entre outros autores, Strindberg, Shakespeare (Conto de Inverno) e Cocteau e para a organização de recitais dramatizados que proporcionam uma intensa divulgação poética. Ainda muito jovem, com apenas 19 anos, Gastão Cruz, manifestando já um grande apego pelo texto poético, publica o seu primeiro livro, A Morte Percutiva, no volume colectivo intitulado Poesia 61, que compila textos de uma plêiade de cinco jovens poetas: Casimiro de Brito, Fiama Hasse Pais Brandão, Luiza Neto Jorge e Maria Teresa Horta. (…) As suas obras são caracterizadas pela contenção quantitativa, sendo assim reduzido o número de textos que compõem cada volume. Ao contrário, cada um destes textos são portadores de uma grande densidade de significação e formam entre si uma unidade que se estrutura como uma teia. (…) Acreditando que a poesia deve conter um "discurso autónomo", correspondendo a um "sistema com as suas leis próprias", Gastão Cruz considera que esta deve resultar de um trabalho de composição consistente e rigoroso. (…) em 2000 recebeu o Prémio D. Dinis. 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                      Fonte https://www.assirio.pt/autor/gastao-cruz  

Novo patrocínio
Aberto as candidaturas ao Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho
APE/Câmara Municipal de Loures


Destina-se a galardoar anualmente uma obra de poesia, em português e de autor português, publicada em livro, em primeira edição, a título excepcional, em 2017 e 2018.
Prazo limite de entrega das obras: 31 de Maio de 2019.

Consulte o regulamento
 
Por ocasião da sua investidura como Cardeal da Igreja Católica, a Associação Portuguesa de Escritores felicita o poeta, narrador e docente universitário José Tolentino Mendonça, associado, vencedor dos Grandes Prémios Teixeira de Pascoaes (Poesia) e de Crónica, presença prestigiada na vida cultural do país.
Ciclo de Cinema – Sete Livros 7 Filmes
APE/Cinemateca Portuguesa
Novembro de 2019 – Apoio Antena 1
PROGRAMAÇÃO

Dia 4 de Novembro de 2019
UM LUGAR AO SOL, de George Stevens
21H30 - Sala M. Félix Ribeiro
Apresentação de José Manuel Mendes
22 de Outubro de 2019
CERIMÓNIA DE ENTREGA DO GRANDE PRÉMIO DE POESIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO
a Gastão Cruz pelo seu livro Existência
Congresso Internacional Fernando Namora
“E não sei se o mundo nasceu”
Dia inaugural – 24 Outubro 2019
Reitoria da Universidade de Lisboa
Dia 7 de Novembro de 2019
GENTE DE DUBLIN, de John Huston
19 H - Sala M. Félix Ribeiro
Apresentação de Salvato Teles de Meneses
Dia 14 de Novembro de 2019
CORAÇÕES NA PENUMBRA, de Richard Brooks
21H30 - Sala M. Félix Ribeiro
Apresentação de Carlos Avilez e Luís Machado
CERIMÓNIA PÚBLICA DE ENTREGA GRANDE PRÉMIO DE CONTO “CAMILO CASTELO BRANCO”
90.º Aniversário do Nascimento de Orlando da Costa
Fotos Fernando Bento
Fotos Fernando Bento
Fotos Fernando Bento
Fotos Fernando Bento
Dia 19 de Novembro de 2019
CERROMAIOR, de Luís Filipe Rocha
18H30 - Sala Luís de Pina
Apresentação de Domingos Lobo

Dia 23 de Novembro de 2019
LOLITA, de Stanley Kubrick
21H30 - Sala M. Félix Ribeiro
Apresentação de Daniel Sampaio

Dia 25 de Novembro de 2019
O DELFIM, de Fernando Lopes
18H30 - sala Luís de Pina
Apresentação de José Manuel de Vasconcelos

Dia 28 de Novembro de 2019
A CORTE DO NORTE, de João Botelho
18H30 - Sala Luís de Pina
Apresentação de Ana Margarida de Carvalho

Entrada gratuita aos associados da APE mediante pré-reserva
Fotos Fernando Bento
© 2010 - 2019, APE - Associação Portuguesa de Escritores
Desenvolvido por: Joaquim Trindade