Diamantino Bártolo   📖
Carlos Brito   📖
José Emílio-Nelson   📖
Nesta edição do Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, e pela primeira vez, destina-se a galardoar anualmente uma obra em português e de autor português, publicada integralmente e em 1.ª edição, obras completas de poesia ou antologias poéticas de autor.

A este Prémio, com a coordenação da Associação Portuguesa de Escritores e com o patrocínio da C. M. de Amarante, foram concorrentes as obras publicadas no ano 2014, a título excepcional, e 2015.

José Tolentino Mendonça nasceu em 1965, na Ilha da Madeira. É poeta, sacerdote e professor. Doutorado em Teologia Bíblica, em Roma, volta para Lisboa e nesta cidade, torna-se capelão e docente da cadeira de Teologia Bíblica na Universidade Católica, instituição onde desempenha actualmente as funções de Vice-Reitor.

O valor deste Grande Prémio é de € 12.500,00 (doze mil e quinhentos euros).

A cerimónia pública de entrega do Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes APE/C. M. de Amarante, terá lugar nesta cidade a 10 de Dezembro, pelas 16h00.
José Tolentino Mendonça Vence
Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes APE/C. M. de Amarante - 2015

Um júri constituído por Isabel Cristina Mateus, José Carlos Seabra Pereira e José Manuel Mendes decidiu, por unanimidade, atribuir o Grande Prémio de Poesia Teixeira de  Pascoaes APE/C.M. de Amarante ao livro "A noite abre meus olhos", de José Tolentino Mendonça (Assírio & Alvim).

O júri “considerou os livros e deliberou, por unanimidade, atribuir o Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes à obra «A noite abre meus olhos», de José Tolentino Mendonça, pela sua coerência interna e uma construção de linguagem fortemente visual que se sente respirar rente ao coração do mundo. O júri salienta ainda o mérito de uma poética discreta da espiritualidade atenta ao rosto e ao olhar do outro, resgatando-o do esquecimento e do desamparo, bem como as projecções de uma estética que, na aparente simplicidade, exprime o deslumbramento e os sobressaltos de uma evidência da liberdade do corpo, lugar de revelação da realidade sacra do quotidiano, em particular nas relações inter-pessoais.”
Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes 2016
Cerimónia de entrega do Grande Prémio de Romance e Novela - 34.ª edição
5 de Dezembro de 2016 | 18h30 | Fundação Calouste Gulbenkian
Ministro da Cultura e Presidente da APE
Patrícia Vieira, mulher de Paulo Varela Gomes, Luís Filipe Castro Mendes, Ministro da Cultura, Guilherme D’Oliveira Martins (FCG), Artur Santos Silva, Presidente da FCG e José Manuel Mendes, Presidente da APE
José Manuel Mendes, Presidente da APE e Eduardo Lourenço (FCG)
Mesa da presidência
José Correia Tavares, coordenador do Grande Prémio e Patrícia Vieira, mulher do premiado, Paulo Varela Gomes
Público
Acto de entrega do Grande Prémio
Mesa da presidência
Patrícia Viera
Luís Filipe Castro Vieira, Ministro da Cultura
Irene Lima, Violoncelista
Irene Lima, Violoncelista
José Correia Tavares, Coordenador do Grande Prémio, José Manuel Mendes, Presidente da APE, Fernando Pinto de Amaral, membro do júri, Isabel Cristina Rodrigues, porta-voz do júri e Paula Mendes Coelho, membro do júri
Cerimónia de entrega do Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes
10 de Dezembro de 2016 | 16h00 | Câmara Municipal de Amarante
Fotos de Fernando Bento
A Associação Portuguesa de Escritores
exprime o seu pesar pela morte de Mário Soares, seu sócio efectivo e honorário, personalidade maior das, causas da liberdade e da democracia, também cultural, no País que somos.
Nesta hora de luto nacional, a APE endereça à família
e aos amigos de Mário Soares - que tantas vezes tem a seu lado - as suas condolências sentidas.

A Direcção
25 de Fevereiro de 2013, no Panteão Nacional
Foto de Fernando Bento
Estão abertas as candidaturas para a 2.ª edição do Grande Prémio de Poesia António Feijó
APE/C. M. Ponte de Lima até ao dia 24 de Fevereiro de 2017

Consulte o regulamento aqui
Desenvolvido por: Joaquim Trindade
© 2010 - 2016, APE - Associação Portuguesa de Escritores