Analita Alves dos Santos   📖

Manuel Simões   📖

Para breve, sessões evocaticas:

Miguel Torga, Natália Nunes, Natália Correia e Maria Ondina Braga.

Grande Prémio de Literatura Biográfica Miguel Torga APE/CM Coimbra

📅7 de Março 2022

ABERTURA DE CONCURSO – Prazo de entrega das candidaturas até 4 de Abril de 2022

O Grande Prémio de Literatura Biográfica Miguel Torga, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores, com o patrocínio da Câmara Municipal de Coimbra destina-se a galardoar anualmente, nos domínios da biografia, da autobiografia, da fotobiografias, do diário e memórias, uma obra em português, de autor português, publicada em livro e em primeira edição no ano 2021.

Publicação Carta a Ângela

📅 Março 2022

Acaba de sair a 2.ª edição do livro Carta a Ângela, agora, com o apoio da Associação Portuguesa de Escritores e patrocínio da Câmara Municpal de Cantanhede, em celebração do Centenário do Nascimento de Carlos de Oliveira.

 

Carta a Ângela é uma evocação de Ângela Oliveira, mulher do escritor Carlos de Oliveira, no primeiro aniversário do seu falecimento, com testemunhos de Gastão Cruz, José Carlos de Vasconcelos, José Fernandes Fafe, José Manuel Mendes, Manuel Gusmão, Margarida Gil, Maria José Lobo Fernandes, Maria Lúcia Dal Farra, Linda Santos Costa, Nuno Júdice, Osvaldo Manuel Silvestre e Rosa Maria Martelo.                 

Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB

📅 22 de Março 2022

ABERTURA DE CONCURSO – Prazo de entrega das candidaturas até 22 de Abril de 2022

O Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB destina-se a galardoar, anualmente, um livro de carácter romanesco ou novelístico, em português e de autor português, em 1.ª edição, no ano 2021.

Para leitura pormenorizada, consulte o regulamento

Para leitura pormenorizada, consulte o regulamento

"TRAGA UM LIVRO E DÊ VOZ À OBRA DO AUTOR"

 

No próximo dia 29 de Março, às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa (Campo Pequeno),

realizar-se-á uma evocação ao escritor Miguel Torga.

A Prof. Doutora Cristina Robalo Cordeiro falará sobre a vida e a obra do escritor.

Programa

 

Escritora Natália Nunes

19 de Abril de 2022 | 18h00 | Biblioteca Palácio Galveias

Participações: Annabela Rita e Cristina Carvalho

Escritora Natália Correia

10 de Maio de 2022 | 18h00 | Biblioteca Palácio Galveias

Participações: Fernando Dacosta e Helena Roseta

Escritora Maria Ondina Braga

20 de Junho 2022 | 18h00 | Biblioteca Palácio Galveias

Intervenção introdutória: Isabel Cristina Mateus

Escritores Evocam Miguel Torga, Natália Nunes, Natália Correia e Maria Ondina Braga

Créditos:@Fernando Bento

Centenário de Augustina Bessa-Luís

📅14 de Abril 2022

Esta publicação, hoje rara, fora do mercado livreiro, de capa dura,

é numerada e assinada pela Autora.

Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho APE/CM de Loures

📅 20 de Abril 2022

ABERTURA DE CONCURSO – Prazo de entrega das candidaturas até 31 de Maio de 2022

O Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho APE/CM de Loures destina-se a galardoar, obras de poesia publicadas em 1ª edição, no ano de 2021, em português e de autor português.

Para leitura pormenorizada, consulte o regulamento

Créditos:@Fernando Bento

O regulamento do Prémio pode ser consultado aqui

Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários APE/CM de Loulé

📅11 de Janeiro 2022

Está a decorrer o período de candidaturas da 7.ª edição do Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários APE/C. M. de Loulé – 2021 que se destina a galardoar anualmente uma obra em português, de autor português, publicada em livro e em primeira edição, nos domínios da crónica e dos dispersos literários reunidos em volume.

De cada livro publicado deverá ser enviado 5 exemplares para a morada postal da Associação Portuguesa de Escritores até ao dia 28 de Fevereiro de 2022.

O valor do Grande Prémio é de € 12.000,00 (doze mil euros) para o premiado

📅 5 de Maio 2022

JOSÉ EDUARDO AGUALUSA

PREMIADO COM O GRANDE PRÉMIO DE CRÓNICA E DISPERSOS LITERÁRIOS

Um júri constituído por Carina Infante do Carmo, Carlos Albino Guerreiro e Fernando Batista decidiu, por unanimidade, atribuir o Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários APE/ C.M. de Loulé ao livro O Mais Belo Fim do Mundo, de José Eduardo Agualusa (Quetzal).

 

Na acta pode ler-se: O júri decidiu atribuir o Prémio pela destreza na escrita da crónica, que se matiza nas formas do conto, do ensaio e do apontamento diarístico sem comprometer o desenho calibrado do livro. Na mão de José Eduardo Agualusa a crónica é uma sonda apurada dos dias comuns pessoais e do tempo colectivo que é o nosso, tenso, conturbado, alargando-nos o horizonte para geografias sobretudo africanas mediante uma escrita bela, lúcida e poética.

 

O Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores com o patrocínio da Câmara Municipal de Loulé, destina-se a galardoar anualmente uma obra em português, de autor português, publicada em livro e em primeira edição em Portugal, no ano de 2021. Na presente edição, o valor monetário deste galardão para o autor distinguido é de € 12.000,00 (doze mil euros).

 

A cerimónia de entrega do prémio decorrerá no Dia do Município de Loulé, no próximo dia 26 de Maio.

 

O Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários distinguiu já os autores José Tolentino Mendonça, Rui Cardoso Martins, Mário Cláudio, Pedro Mexia, Mário de Carvalho e Lídia Jorge.

José Eduardo Agualusa nasceu na cidade do Huambo, em Angola, a 13 de Dezembro de 1960. Estudou Agronomia e Silvicultura. Viveu em Lisboa, Luanda, Rio de Janeiro e Berlim. É romancista, contista, cronista e autor de literatura infantil. Os seus romances têm sido distinguidos com os mais prestigiados prémios nacionais e estrangeiros, como, por exemplo, o Grande Prémio de Literatura RTP (atribuído a Nação Crioula, 1998); também os seus contos e livros infantis foram merecedores de prémios, como o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco da APE (Fronteiras Perdidas) e o Grande Prémio de Literatura para Crianças da Fundação Calouste Gulbenkian, respectivamente. O Vendedor de Passados ganhou o Independent Foreign Fiction Prize, em 2004, e, mais recentemente, o romance Teoria Geral do Esquecimento foi finalista do Man Booker Internacional, em 2016, e vencedor do International Dublin Literary Award (antigo IMPAC Dublin Award), em 2017.        

(Fonte: Quetzal)

Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho APE/CM Vila Nova de Famalicão

📅10 de Março 2022

CRISTINA ROBALO-CORDEIRO

Vence 12.ª edição do GRANDE PRÉMIO DE ENSAIO “EDUARDO PRADO COELHO”

 

Um júri constituído por António Apolinário Lourenço, Carlos Nogueira e Helena Carvalhão Buescu decidiu, por unanimidade, atribuir o Grande Prémio de Ensaio “Eduardo Prado Coelho” APE/C.M de Vila Nova de Famalicão ao livro O véu de Maia Relendo Almeida Faria, de Cristina Robalo-Cordeiro (MinervaCoimbra).

Da acta destaca-se: “Uma leitura que é uma releitura e vice-versa. A fortuna crítica de Almeida Faria, escritor brilhante mas pouco prolixo e a história académica da autora fundem-se e confundem-se. Sem deixar de lado a análise crítica, técnico-narrativa e ideológica de Almeida Faria, Cristina Robalo-Cordeiro narra também a sua história como leitora do autor. Uma crítica humanizada, para classificá-la de algum modo, elucidativa e atractiva para quem leu ou pretende ler Almeida Faria.”

O Grande Prémio de Ensaio “Eduardo Prado Coelho, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores patrocinado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, destina-se a galardoar anualmente uma obra de ensaio literário, em português e de autor português, publicada em livro, em primeira edição, no decurso do ano de 2020.

O valor monetário deste Grande Prémio é, para o autor distinguido, de € 7.500,00 (sete mil e quinhentos euros) e desde 2010 distinguiu já Victor Aguiar e Silva, Manuel Gusmão, João Barrento, Rosa Maria Martelo, José Gil, Manuel Frias Martins, José Carlos Seabra Pereira, Isabel Cristina Rodrigues, Helder Macedo, Joana Matos Frias e Helena Carvalhão Buescu.

A data da cerimónia de entrega do prémio será oportunamente anunciada.                                                                            

 

Breve nota biográfica: Cristina Robalo-Cordeiro é professora catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, de que foi Vice-Reitora de 2003 a 2011. Ensaísta, tradutora e escritora, consagrou a sua investigação prioritariamente às culturas e às literaturas francesa e francófonas, tendo igualmente publicado monografias e artigos científicos em literatura comparada e em literatura portuguesa. Cônsul Honorária de França em Coimbra, Vice-Presidente da Associação Europeia de Estudos Francófonos, exerceu as funções de Diretora do Bureau Magrebe da Agência universitária da Francofonia, em Rabat, de 2012 a 2016. Obteve um doutoramento de 3.º Ciclo, em Poitiers, sobre André Malraux, em 1980, e um doutoramento pela Universidade de Coimbra, sobre a obra de Jules Supervielle, em 1991. É autora de 17 livros (ensaios, novelas, romances e traduções), e de cerca de 200 artigos científicos. É coordenadora do Plano Nacional de Leitura para a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, PNL2027 – Ler+ Ciência. Obteve o Prémio Richelieu Senghor de la Francophonie, em 2008, foi condecorada com a Legião de Honra (Cavaleiro), em 2014, e com a Ordem do Infante (Comendador), em 2015.

Fonte: https://www.wook.pt/autor/cristina-robalo-cordeiro/2953697 

 

Abertura das candidaturas ao Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho

 

Encontra-se  aberto, a nova edição do Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores (APE) com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, destina-se a galardoar anualmente uma obra de ensaio literário, em português e de autor português, publicada em livro, em primeira edição, no ano anterior ao da sua entrega até ao dia 2 de Novembro de 2021.

Consultar regulamento

📅12 de Maio 2022

O presidente da direcção da Associação Portuguesa de Escritores, José Manuel Mendes e o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Mário Passos, entregam amanhã, sexta-feira, 13 de Maio, pelas 15h00, nos Paços do Concelho de Vila Nova de Famalicão, o Grande Prémio de “Eduardo Prado Coelho” à escritora ensaísta Cristina Robalo Cordeiro pela obra O véu de Maia – Relendo Almeida Faria (MinervaCoimbra).

CERIMÓNIA DE ENTREGA

Créditos:@Fernando Bento
Créditos:@Fernando Bento
© 2010 - 2022, APE - Associação Portuguesa de Escritores
Desenvolvido por: Joaquim Trindade